.

.
Aqui se contam algumas experiências de CT1BAT que o pouco que sabe recebeu de outros e cuja valia reside na capacidade de o melhorar e legar

my QSL card

my QSL card

(todas de construção caseira! All homebrew)

The newest VHF+UHF tower!

Loop Quad

Loop Quad
a minha nova antena para os 20m e Qrg superiores

Quadra Cúbica 50MHz

Quadra Cúbica 50MHz
(o meu canhãozinho!)
My work conditions:

RX: Scaner UNIDEN UBC360CLT

TX/RX

HF:

Sommerkamp FT DX 505

YAESU FT 450AT

iLER40, 40 mts QRP

X1M, 5 bands QRP

VHF+UHF:

YAESU FT 7800

YAESU FT 290 R

YAESU FT60E

UV-3R



ANTENAS:

for HF:

Diamond CP6 all band + 50 MHz

Antennas Home Made:

Dipol w traps (type 2BDQ) for 80/40/20 mts

Dipol full size 80 mts

Hard dipol for 20 mts

Hard dipol for 40 mts

Long Wire w. 1:9 balun

Tak Tena for 40 mts

LOOP 80 mts

Vertical Loop Quad 6-20 mts

Morgain 160/80 by IM0JZJ




for VHF+UHF:

Diamond X30

Home made:

- J Pole

- Slim Jim by G2BCX

- Slim Jim by DU1ANV

- Moxon

- Vertical 5/8

- Direct 3 elements

- Direct 9 elements

- Direct 7 elements for UHF ( for SAT + hunting)

and many other antennas, all homebrew.


on telescopic antenna mast made by CT1BAT

You can see my video here: http://www.youtube.com/watch?v=stWFY9FcQbY

Projetos:

Radioamadorismo

Esta página (CT1BAT no Facebook) é, apenas, dedicada ao Radioamadorismo, hobby que pratico há perto de 40 anos. Por essa razão, não partilho, aqui, outros acontecimentos, comentários ou imagens relacionados com  a minha vida pessoal ou dos meus familiares, nem coloco “likes” nas fotos dos meus amigos. É, apenas, por opção (editorial)!
Os meus amigos são “especiais”. Por isso não os aborreço com imagens do que como, bebo, ou de outras tretas...
Lendo o que escrevo alguns deles, legitimamente, interrogam-se sobre o que faz esta gente em ilhas e ilhotas mais ou menos perdidas, no cume de montes, por vezes gelados ou, mais tranquilo mas igualmente intrigante, dia ou noite dentro, sentados  à frente de uma parafernália de aparelhos cheios de luzinhas a escutar (cuscuvilhice?) ou a falar com gente que não conhecem e que não têm os mesmos padrões culturais ou religiosos ou com atividades tão diversas, da mais humilde à mais letrada?

A resposta é: -Rádio ou Radioamadorismo!
Voltamos ao mesmo... mas para quê isso? Na era da comunicação online, em que assistimos, em direto, a acontecimentos do outro lado do mundo, pela Internet, pela rede celular ou por satélite?
A resposta continua a ser a mesma: - Rádio! O gosto pela técnica, ligada ao projeto e à construção equipamentos eletrónicos, de emissão, receção ou, simplesmente de apoio ao funcionamento daqueles. O estudo das ondas de rádio, a sua propagação, os meios (antenas), as linhas de transmissão e a sua experimentação.
E para estudarem ou falarem sobre este assunto precisam de tudo isso, não podem discutir em chat ou pelo telefone?
Podemos, mas não é o suficiente e... não seria a mesma coisa!
Para nós, o Rádio é a base, o veículo de qualquer  meio de comunicação.
Já pensaste
- como é que o teu telemóvel  comunica com a torre em cima do prédio vizinho ou na berma da auto-estrada?
- como é que o teu portátil se liga à internet? Por Wifi, dirás mas... o que é isso?
- como os aviões comunicam com a torre, recebem os avisos meteorológicos, apontam ao destino, seguem as rotas/corredores, ou comunicam com os sistemas de localização (GPS)?
A resposta é sempre a mesma: - por rádio!
Então, mas depois de tanta gente ter estudado o assunto, ainda há alguma coisa para inventar, ainda por cima por gente com formação tão diversa?

 Como dizia Walter Cronkite, um dos mais conhecidos e reputados jornalistas americanos, da CBS e não só, distinguido pelo governo dos EUA como “o homem mais confiável da América”, recentemente falecido, “o rádio é à prova de tufões e terramotos e funciona sem redes de energia ou linhas telefónicas...
   

 
O rádio é o que resta, quando tudo falha.”






Então, o que fazemos, gastando dinheiro em expedições a ilhas e lugares remotos? –
- Testamos meios de comunicação (rádios, antenas e afins!).
E pelos montes, de mochila às costas, com rádios miniatura e fios estendidos? – Testamos comunicações (!!!) com baixas potências de emissão (inferiores a 10Watt), procurando consumos mínimos (na casa dos miliwatt!) para que no dia (que, esperamos nunca chegue) consigamos pedir ajuda para mim, para ti e para os nossos vizinhos, mesmo para aqueles que “embirram” com os nossos fios ou não deixam montar a antena no cima do prédio, porque... é feia.
Um abraço e, como diz um colega nosso, CT1AJQ: “tenham paciência comigo!”.
José Machado - CT1BAT 
in Facebook

2 comentários:

  1. Parabéns, Colega.
    Está aqui muito trabalho e muito interessante!
    Mas não encontro a tal página?
    73 CT1AXG

    ResponderEliminar
  2. Obrigado José pelas suas palavras amigas!
    Que página não encontra? diga-me para ct1bat@gmail.com
    73 de
    José-CT1BAT

    ResponderEliminar

Deixe aqui a sua opinião. Obrigado!